Created by MyFitnessPal - Nutrition Facts For Foods

1

Tênis próprios para Corrida


Revelamos qual é a melhor opção para quem não deixa o conforto de lado na hora de correr

Tênis próprios para corrida


por Chris Biltoveni | fotos Chris Parente
Conteúdo de BOA FORMA

Na hora de escolher o que colocar nos pés para correr, as opções de tênis são tantas (e cada um mais estiloso que o outro) que é fácil ficar em dúvida. Afinal, o que é melhor: usar um modelo com amortecimento ou correr com um calçado minimalista, daquele que parece que você está descalço?

O dilema surgiu no mundo da corrida há cerca de dois anos, quando um estudo da Universidade de Harvard publicado na revista científica americana Nature revelou que treinar com o pé no chão é melhor do que usando tênis. A explicação: como você acaba tocando o solo primeiro com o meio ou a parte da frente do pé - e não com o calcanhar, como fazem 80% das pessoas que usam tênis tradicionais -, a prática diminui o impacto com o chão e, com isso, a incidência de lesões. Antes de aderir à tendência, veja o que dizem os especialistas:

1. Se você é iniciante na corrida, prefira um tênis com amortecimento, estabilidade e conforto. Se já corre, pode experimentar um modelo minimalista. Esse tipo de tênis tem sola fina, não conta com amortecimento e é bem maleável. Estudos mostram que ir para a rua ou esteira com um tênis assim ajuda a fortalecer a musculatura do pé e aumenta a percepção da força exercida pelos músculos. Além disso, devido à leveza do calçado (existem modelos com menos de 150 gramas cada pé!), você consegue correr até 3% mais rápido do que usando tênis tradicional (que pesa em média 340 gramas cada pé).

2. A transição do tênis tem que ser gradual. "O estudo de Harvard mostrou que o impacto é menor para quem sempre correu aterrissando com a parte da frente do pé", fala o professor de educação física Alexandre Shimizu, especialista em treinamento funcional, de São Paulo. "Pessoas acostumadas a tocar o chão com o calcanhar apresentaram um impacto até sete vezes maior", completa.

3. "Os maiores perigos de trocar de repente o tipo de tênis são fratura por stress nos ossos do pé e tendinite no tornozelo", esclarece o professor de educação física Carlos Klein, de São Paulo. Uma estratégia para evitá-los é começar fazendo o aquecimento com o tênis minimalista e trocar para o comum na hora do treino. "Daí, aos poucos, você pode alternar trechos usando um e depois o outro até conseguir fazer todo o percurso como se estivesse descalço", orienta Carlos Klein.

1 comentários:

Ju

Olá amiga...tbm estou nessa luta contra balança.Posso contar com seu apoio? estou te seguindo. Bjs http://juvoltandoasermagrameusonho.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Últimas Fotos

" Amazonense, blogueira de
coração desde 2007.
Amo Deus e minha família
acima de tudo. Gosto de lê, bater
papo com amigos e navegar na
internet, principalmente blogar.
Sou sonhadora, idealizadora e
almejo na vida uma carreira
promissora cheia de sucesso e
reconhecimentos."